23 de junho de 2014

Testei: Batom Hidralip Nude Star Make B, O Boticário

Oii, meninas!!

Recentemente tem saído muitas resenhas de batons, e todos coloridos. Apesar de achar os nudes phynos e rycos, ainda não tinha achado um que se desse bem com a minha pessoa. Todos me deixavam apagada ou anêmica demais.

E juro que não é o complexo de cores nunca usadas. Aliás, não sei se isso procede, mas tenho a impressão de que tenho um tipo de rosto que os lábios PRECISAM  de cor. Não precisa ser forte, mas precisa ter uma corzinha pra manter a saúde.

Então, o que eu vim dividir com vocês hoje não é só um post, mas uma FELICIDADE, porque achei um nude pra entrar na minha vida e na minha necessaire. É um nude da coleção Make B, o Nude Star.



É um nude clarinho, com fundo rosa queimado e uma leve cintilância dourada. Ele é cremoso e não tem tanta cobertura, o que deixa o acabamento super natural. É aquele batom que cobre mas a cor resultante varia de acordo com a cor natural da boca, entendem??



Achei o batom lyndo, phyno e a cara da saúde. Acabamento super natural, ótimo pro dia a dia e até para uma make mais clean a noite. Digno demais.

Além dos aspectos visuais, o batom também contém vitamina E, FPS 20 e agentes umectantes (pra quem liga). Tirei umas fotinhos, vejam só:



••

29 de maio de 2014

Testei: Batom Beijinho, Coleção Pop Love - Avon

Meninas!! Como estão?? Eu estou suuuper bem e cheias de produtos na fila para as resenhas!! Hoje trouxe um que tenho há eras (inclusive ele está bem acabadinho, relevem), mas que ultimamente tenho visto fazer muito sucesso entre as fãs de batons cor-de-rosa.

É o Beijinho, da coleção Pop Love, da Avon (aquela das embalagens fofinhããs). O Beijinho é um rosa claro e bem cremoso. Tão cremoso que a aplicação é um pouco trabalhosa: demora a cobrir homogeneamente os lábios e, quando cobre, a boca está quase empastada de batom. Só pela cor, já não daria certo comigo... Como vocês sabem, não gosto de batons claros. Mas esse aspecto mais molhadinho destruiu até a última esperança hehe. Vamos às fotos!


Como sei que a cor tá em alta e possui muuuuitas adoradoras, resolvi trazer a resenha do vidrinho, mesmo não sendo meu preferido. Apesar de alguns dizerem que fica legal, prefiro um nude quente ou um vermelhão mesmo #maléfica #cadêameiguice.

E aí, meninas, o que acharam??

Já usaram? Me contem sobre as outras cores da coleção também! ;)

••

27 de maio de 2014

Testei: Creme Hidratante Universal Hipoalergênico, Merck

Ooooi, meninas bonitas!

Estava notando que há bastante tempo que não desenrolo nada por aqui sobre hidratação da pele, sendo que esse sempre foi um dos meus assuntos prediletos desde o início do blog. Então, me apressei logo em trazer a resenha de um dos meus melhores achados, depois do Creme Nívea.

Trata-se do hidratante hipoalergênico (oba!) da Merck. Ele é recomendado para áreas ressecadas, prometendo uma hidratação profunda. E não contém fragância.


Creme Universal Merck deve ser usado em áreas ressecadas do corpo que necessitam de hidratação profunda, como mãos, cotovelos, pés e joelhos. Uso permitido em crianças e gestantes. Hidrata por seis horas.

A textura dele é durinha, super consistente. Daquelas que não chegam a ser difíceis de espalhar, mas que oferecem certa resistência.

O que mais me chamou a atenção é que ele é MUITO emoliente. Muito mesmo! Após a aplicação, a pele fica com aquela sensação de umidade por horas. Se a área da aplicação estiver ressecada, o resultado é excelente! Fica imediatamente macia e gostosa!!

Maaaas... esse não é daqueles hidratantes que quebram galho em outras partes do corpitcho. A aplicação em uma área não ressecada, deixa a pele super melecada. Mas, contando um segredinho, eu adoro misturar uma quantidade pequenininha dele com a TimeWise, da Mary Kay. Agrega um valorzinho ao efeito matte dela, que acho muito seco, que, ao finalizar com o pó, fica no ponto que eu gosto.

Ele está aprovado!! Super indico pra quem tem problema com ressecamento da pele, ou que mora em locais frios.

••

12 de maio de 2014

Pitacando sobre o Óleo de Argan da Inoar

Oi, lindonas!

Apesar do boom de óleos milagrosos que surgiram nos últimos tempos, o óleo de argan continua desejando vida longa aos inimigos. Serve para todo tipo de cabelo, ajuda em todo tipo de dano, e raramente encontramos alguém que não A-DO-RE.

Eu já testei dois: o da Salon Opus, que contei aqui, e agora venho dar meu parecer sobre o Argan Oil, da Inoar Professional.

Qualquer produto de linhas profissionais nos enche os olhos, não é verdade? Eu, pelo menos, fico triplamente empolgada quando sei que vou testar algo indicado para uso de profissionais. Penso logo: "Nooooossa, isso deve ser muito booooom!!!" É claro que nem sempre isso é o que acontece, mas temos que ser positivos! kkkkkkkkk

Há mais ou menos dois meses, comprei o vidrinho de 60 mL da Inoar e já testei de todas as maneiras possíveis. Agora posso pitacar!


Começando pela apresentação do produto, o vidrinho é resistente (não testei, mas é daqueles que dão a impressão de que se caírem no chão, não quebram); a tampa é de rosca e aperta bem. Não gostei porque não achei prático a embalagem sem aplicador. Acabo sempre usando um conta-gotas pra retirar o produto.


Ele tem um cheirinho super agradável e, apesar de ter uma textura aparentemente pesada e grudenta (é daqueles que quando viramos o vidro, escorre com certa resistência), na palma da mão ele fica mais leve e fluido.



Com ele na caixinha, veio um folheto semelhante a uma bula, com várias indicações de uso. Eu não tenho mais esse folheto, mas vou contar as maneiras que uso que mais deram resultado.

UMECTAÇÃO

Já falei sobre umectação capilar aqui. É uma técnica que consiste em colocar uma quantidade generosa de óleo vegetal nos cabelos secos, e deixar por no mínimo 40 minutos.

Obtive resultados lindíssimos umectando com o óleo de argan da Inoar: cabelos macios, mais fáceis de escovar, menos frizz, fios com mais vida e saúde. No entanto, acho que não compensa. É muito produto pra ser usado de uma só vez, já que que o vidrinho vem com 60 mL. Prefiro umectar com azeite de oliva ou óleo de coco, e usar o de argan em outros processos.

◙ COM A MÁSCARA DE HIDRATAÇÃO

Sempre coloco duas contas cheias do conta-gotas. Imagino que seja o equivalente a uma colher de chá.

O resultado é basicamente o mesmo da umectação, mas com um pouquinho menos de potência. Lembrando que são duplas as chances de um bom resultado: quanto melhor a máscara, também é melhor o resultado.

LEAVE-IN:

Meu método preferido. Com os cabelos molhados, aplico o equivalente a uma moeda de R$1 nos cabelos úmidos. Fica muito mais fácil desembaraçar os fios, os cabelos ficam macios, sem frizz até a próxima lavagem (lavando 3 vezes por semana), fora que ficam mega cheirosos.

Ele também é um bom defrisante, deixando o resultado da escova mais bonito e natural.

FINALIZADOR:

Como finalizador e reparador de pontas, o que acontece é praticamente um milagre. Quem tem cabelos finos resultantes de danos químicos, sabe a dificuldade que é manter uma escova/chapinha. Na primeira brisa, bagunça tudo e surge frizz de tudo o que é lado. Com o óleo de argan como finalizador, meu cabelo adquire brilho e "derrete" na mesma hora.


Nem sempre quero reduzir o volume, então o derretimento pra mim, às vezes acaba sendo um contra. Mas, como os outros resultados são ótimos, encaro isso como o preço a se pagar. No mais, ADORO.

Agora, fotinho comparativa. Meu cabelo tinha sido escovado no dia anterior, sendo que eu já tinha usado o óleo como finalizador. No dia seguinte (foto), apliquei de novo para domar o frizz.



Já usaram o Argan Oil da Inoar, meninas? Quais os óleos preferidos de vcs?

Comprei o meu no Beleza na Web. Na promoção, saiu por cerca de R$ 54,00.


••

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...